PESQUISA EXCLUSIVA MOSTRA QUE AS BRASILEIRAS NÃO ESTÃO SATISFEITAS COM SUAS PERNAS

APARÊNCIA E DORES SÃO OS PRINCIPAIS INCÔMODOS

Abbott, empresa global de cuidados para a saúde, realizou uma pesquisa com quase 800 mulheres em todo o Brasil, com 35 anos ou mais.  A pesquisa se propôs a investigar como as brasileiras percebem a saúde e estética das suas pernas - região do corpo muito ligada à feminilidade e autoestima.

 

Aproximadamente 60% das entrevistadas não estão satisfeitas com as pernas que têm, revelou a pesquisa da Abbott. Entre as principais reclamações, 76% apontaram a aparência e 48% indicaram as dores como o grande problema. 

 

Quando o tema é o bem-estar e a saúde, os sintomas mais frequentemente mencionados pelas mulheres,  percebidos nos últimos meses foram: cansaço e peso nas pernas (69%), vasinhos (57%), dor (45%) e inchaço (33%).

A pesquisa traz à tona o quão sintomas característicos da insuficiência venosa crônica  (IVC) são frequentes nas mulheres brasileiras. Eles atrapalham a qualidade de vida, sendo em muitos casos responsáveis até mesmo pelo afastamento temporário do trabalho, e prejudicam a autoestima da mulher, que acaba deixando de usar saias, vestidos e biquínis”.

 

 As varizes são a manifestação mais comum das IVCs. 

A pesquisa da Abbott mostrou também que a maioria das mulheres não sabe como lidar com o problema. Sessenta e oito por cento (68%) das entrevistadas não recorre a nenhum medicamento para melhorar a situação e o restante costuma tomar relaxantes musculares quando sente algum tipo de dor.